Evidências de Deus , uma fé racional

este forum tem o propósito de organizar e juntar evidências científicas, filosóficas e racionais pela existência do Deus da biblia


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Como exatamente Deus criou sistemas biologicos ?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Como exatamente Deus criou sistemas biologicos ? 1

http://elohim.heavenforum.org/t129-como-exatamente-deus-criou-sistemas-biologicos

Se você me perguntar: Como inteligencia exatamente age, qual é o mecanismo envolvido para causar mudança ? A resposta é: não sabemos.  Eu me sento aqui a escrevo. Minha mente, mediada pelo meu cérebro, está escrevendo palavras em um programa de computador (projetado por outras mentes, por sinal), usando os dedos para digitar. Mas como isso acontece, realmente? De onde é que vem o impulso para pressionar uma tecla em vez de outra ? E como é que estas palavras, produtos de minha mente, se comunicam com outros através de suas telas de computador?

Nós realmente não sabemos como nossas mentes  trabalham para interagir com o mundo, no entanto, sabemos que o fazem. É nossa repetida  experiência pessoal universal que nos mostra, que de fato, nossa consciência interage com os nossos corpos para produzir informação, mas exatamente como isto funciona não é conhecido. Então, por que devemos  saber como o agente (s) responsável pela concepção da vida ou o universo pode ter agido, para inferir design como melhor explicação?




A resposta é: Mediante inteligência. Atividade consciente. A escolha deliberada de um agente racional. Na verdade, nós temos a experiência abundante no presente de agentes inteligentes que geram informação especificada, projetam e montam fábricas inteiras de produção de todos os tipos, e maquinas que são montadas usando partes interdependentes, e irredutivelmente complexas. A nossa experiência dos poderes causais de agentes inteligentes - de "atividade consciente" como "uma causa agora em operação" - proporciona uma base para fazer inferências sobre a melhor explicação para a origem da informação biológica e sistemas biológicos interdependentes e irredutivelmente complexos, que surgiram no passado. Em outras palavras, a nossa experiência da estrutura de causa e efeito do mundo - especificamente a causa conhecida por produzir grandes quantidades de informações especificadas no presente - fornece uma base para compreender o que mais provavelmente causou a explosão de vida de várias formas, baseada e funcionando mediante a codificação de grande quantidade de informações especificadas e sistemas complexos. É precisamente a minha confiança em tal experiência que possibilita uma compreensão do tipo de causas e origens na história da vida.

Precisamos poder observar diretamente o agente inteligente para detectar design? 2

Ateus frequentemente exigem que os proponentes de design inteligente e criacionismo mais em geral provem que Deus existe. De preferencia, apresentando provas físicas. A falha desta pergunta é evidente. Se você vai para uma praia deserta, e de repente vê uma escrita na areia , que diz: João ama Daisy. Você imediatamente consegue deduzir que alguém esteve lá, antes de você, e escreveu aquilo na areia. Nem passaria na sua cabeça, de suspeitar e duvidar, que , quem sabe, de repente, o vento, ou a chuva, pudesse ter escrito aquilo ali na areia, por acaso. Entendemos os tipos de efeitos que são produzidos pela agência inteligente - por exemplo, altos níveis de informação complexa e especificada - como encontrado no exemplo da escrita na duna - e inferimos que um agente inteligente escreveu aquela mensagem. Nós legitimamente fazemos essa inferência, mesmo se nós não vimos o autor com nossos próprios olhos no ato de escrever.

Você pode apresentar a objeção de que há uma diferença entre encontrar uma mensagem na duna, e a detecção de design na natureza. Operamos no conhecimento de que existem seres humanos, e que nos permite detectar um autor no caso da escrita na duna. Mas não temos observado diretamente o designer inteligente por trás da vida e do universo, então uma inferência para design de um ser inteligente é injustificado.

Vamos fazer um outro exemplo agora. Vamos supor que a NASA manda uma nave espacial para Marte. Chegando lá, a missão tripulada se confronta com algo inesperado. Eles encontram artefatos como prédios, carros, tecnologia para mandar sinais de rádio etc. mas não encontram ninguém lá. Talvez a civilização foi extinta por alguma razão desconhecida. Agora, antes desta descoberta, seres humanos não sabiam que eventualmente havia vida em outros planetas. Eles seriam justificados mesmo assim de deduzir que havia uma civilização extra-terrestre, seres inteligentes, lá, no passado ? Obviamente que sim. Mesmo sem ninguém lá, eles iriam ter todas as condições para chegar de forma segura a conclusão que houve seres inteligente habitando Marte. Não haveria nenhum erro de lógica ou seja qual outro erro fosse de raciocínio.

Teóricos do design inteligente começam de forma semelhante. Nós não sabemos o que iremos encontrar na natureza. Começamos nossa busca por origens e causas da nossa existência com uma posição agnóstica. Mas nós sabemos que somente seres inteligentes produzem informação codificada , complexa e especificada, e fábricas de produção e maquinas complexas, feitas de várias partes que interagem de forma interdependente. Agentes inteligentes conseguem projetar, imaginar, desenhar coisas com metas distantes em mente. Manufaturados, que seria altamente improvável, que causas sem inteligencia seriam capazes de produzir. Temos experiência repetitiva como agentes racionais e conscientes - nós - e sabemos gerar e provocar um aumento de informação complexa, codificada e especificada, escrevendo livros, códigos de computadores, uma partitura musical, e sabemos construir todo tipo de maquinas complexas feitas de várias partes diferentes, que interagem para um objetivo preciso e especifico. Se você encontra um livro, um código morse, uma escrita em chinês, uma moto, um carro, uma fábrica, e rastreamos a origem disso tudo, invariavelmente , iremos chegar a um escritor, ou um construtor, ou engenheiro. A origem é sempre uma mente inteligente.

Um usuário de computador que rastreia as informações em uma tela de volta à sua fonte invariavelmente vem à mente - a de um engenheiro de software ou programador As informações em um livro ou inscrições em última análise deriva de um escritor ou escriba. -. a partir de uma mente, em vez de algo estritamente material. Nosso conhecimento baseado na experiência de informações de fluxo confirma que os sistemas com grandes quantidades de complexidade específicada (especialmente códigos e linguagens), invariavelmente, são originários de uma fonte inteligente de uma mente ou agente pessoal . "

A descoberta do DNA como HD que armaneza vasta quantidade de informação, e sistemas ultracomplexos , verdadeiras mini fábricas que são as células biológicas, proteínas que parecem   linhas de montagem, e fabricas geradoras de energia, além de mecanismos de reciclagem, de decomposição, e até de auto-destruição cellular quando o organismo maior precisa, além de verdadeiras rodovias celulares , e moléculas que transportam carga como minitaxis para vários destinos na célula, portas com controle de entrada e saída da célula etc. etc. Tudo isto permite inferir um criador como causa.


Assim, não é justificado assumir que não há nenhuma evidência observável para um agente inteligente. Estruturas irredutivelmente  complexas como a replicação de DNA, fotossíntese, o olho, nitrogenase, ou  entidades ricas em informação codificada, complexa e especificada como armazenado no  DNA ou mesmo a arquitetura do universo favorável à vida são evidência de um designer inteligente que trabalha na concepção da vida.
A existência do designer é mostrada pelas estruturas naturais feitas, que se assemelham a coisas que em nossa experiência vêm apenas de inteligência. Para detectar design, tudo o que precisamos é (a) a conhecer os tipos de coisas que agentes inteligentes produzem, e, em seguida, (b) encontrar tais coisas na natureza. Isso é evidência observável de um agente  inteligente, mesmo se você não observa  diretamente o agente com seus olhos, ou mesmo se você não tinha conhecimento prévio sobre o agente inteligente, se existiu.

Qual é o mecanismo do Design Inteligente? 3

Defensores do naturalismo metodológico muitas vezes invocam a definição de "critérios de demarcação" que dizem que toda ciência deve ser observável, testável, falsificável, preditiva e repetível. A maioria dos filósofos da ciência porém agora descartam estes critérios porque há muitas exceções às regras que estabelecem a prática da ciência.

Nem toda ciência envolve entidades observáveis ou fenômenos repetíveis, por exemplo nós não temos como voltar atrás no tempo, para observar o que causou o universo, as estrelas, a terra, e sistemas biologicos, e a biodiversidade. Não temos como ser  testemunhas de eventos do passado, mas podemos tranquilamente fazer inferências sobre o que causou eventos únicos ou singulares com base nas provas disponíveis hoje. Ciências históricas como arqueologia geologia, forense, e Biologia Evolucionária, todas inferem  eventos causais do passado para explicar a ocorrência de outros eventos ou para explicar o que observamos hoje .

Sabemos por nossa experiência que erosão é resultado de muita água, chuva, tempestades etc.,  e produz ravinas, em seguida, arroios e, por extensão, cânions. Nós sabemos que agentes inteligentes têm as capacidades de design necessárias para prever e construir uma pirâmide. Forças naturais não tem. Estes são inferências baseadas em nosso conhecimento atual de causa e efeito.

A teoria do design inteligente, portanto, qualifica-se como ciência histórica. Nós não podemos observar diretamente a causa da origem da vida ou repetir os eventos que estudamos na história da vida, mas podemos inferir o que é a  causa  mais provável que seja responsável, em base do que conhecemos e sabemos do cotidiano . "Em nossa experiência, a única coisa capaz de causar a origem do código digital ou informações funcionais ou circularidade causal é a inteligência e nós sabemos que a origem da vida e a origem da vida animal, por exemplo, exigiu a produção de justamente estas coisas.

Embora o agente inteligente postulado pela teoria do design inteligente não é diretamente observável (como a maioria das entidades de causalidade pregadas por cientistas históricos não são), a teoria é testável e faz muitas previsões exigentes.

A ciência moderna supõe, que a ciência deve limitar-se a causas materialistas, a fim de explicar todos os fenômenos, até mesmo a origem da informação biológica como código digital em DNA, ou sistemas biológicos interdependentes, ou o ajuste fino do universo, das forças fundamentais, e da terra.  

Esta é uma regra auto-imposta, uma  limitação que é desnecessária, que apenas afasta muitos  de considerar o segundo possível mecanismo causador de nossa existência,  um agente inteligente, e pode portanto  mantê-los de discernir a verdadeira causa da origem da informação biológica. Por quê isto ? Porque nós sabemos de nossa própria experiência que agentes inteligentes podem e interagem  para causar  mudanças e para produzir informações funcionais e manufaturados de todos os tipos. A mente pode fazer as coisas acontecer no mundo material. A origem da informação funcional, invariavelmente, origina-se a partir da atividade de mentes, e não  estrita (ou necessariamente) de processos naturais. Assim, para descartar a possibilidade de que uma mente pode ter produzido as informações presentes no DNA, por exemplo, deve se  fechar os olhos para o que sabemos sobre as causas de outro sistema rico em informações: como o código de computador ou a linguagem falada.

Portanto, pode se descartar o DI como não sendo ciência em base de uma limitação arbitrária, mas mesmo assim, se quem busca a verdade, quiser permitir que as evidencias levam aonde for que seja, deveria-se permitir que todas as possíveis respostas sejam válidas, sem descartar nenhuma a priori. Portanto, deveria-se considerar como inteligencia, como uma mente pode interagir no mundo físico, e causar mudança , e criar coisas novas. Se você me perguntar: Como inteligencia exatamente age, qual é o mecanismo envolvido para causar mudança ? A resposta é: não sabemos.  Eu me sento aqui a escrevo. Minha mente, mediada pelo meu cérebro, está escrevendo palavras em um programa de computador (projetado por outras mentes, por sinal), usando os dedos para digitar. Mas como isso acontece, realmente? De onde é que vem o impulso para pressionar uma tecla em vez de outra ? E como é que estas palavras, produtos de minha mente, se comunicam com outros através de suas telas de computador?

Nós realmente não sabemos como nossas mentes  trabalham para interagir com o mundo, no entanto, sabemos que o fazem. É nossa repetida  experiência pessoal universal que nos mostra, que de fato, nossa consciência interage com os nossos corpos para produzir informação, mas exatamente como isto funciona não é conhecido. Então, por que devemos  saber como o agente (s) responsável pela concepção da vida ou o universo pode ter agido, para inferir design como melhor explicação?



1) http://www.evolutionnews.org/2015/11/more_on_the_mec100891.html
2) texto livremente adotado de: http://www.evolutionnews.org/2015/06/must_we_directl097021.html
3) texto livremente adotado de: http://www.evolutionnews.org/2015/11/whats_the_mecha100801.html

Ver perfil do usuário

Admin


Admin
.

Ver perfil do usuário http://elohim.heavenforum.com

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum