Evidências de Deus , uma fé racional

este forum tem o propósito de organizar e juntar evidências científicas, filosóficas e racionais pela existência do Deus da biblia


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

A impossibilidade prática do ateísmo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 A impossibilidade prática do ateísmo em Qui Maio 22, 2014 8:20 pm

A impossibilidade prática do ateísmo

http://elohim.heavenforum.org/t83-a-impossibilidade-pratica-do-ateismo

O ateu  reside em um universo de dois andares. No andar de baixo é o mundo finito sem Deus; Aqui a vida e relativa, não há padrões morais objetivos. No andar de cima estão sentido, valor e propósito. Agora o homem moderno mora no andar de baixo, porque ele acredita que Deus não existe, e vive como se Deus não existisse. Mas ele não pode viver feliz em um mundo absurdo sem valores morais objetivos, e sem sentido; portanto, ele faz continuamente saltos de fé para o andar superior para afirmar sentido, valor, padrões morais objetivos, e propósito, mesmo que ele não tem direito aos mesmos, uma vez que ele não acredita em Deus. O atéu é totalmente inconsistente quando ele faz esse salto, porque esses valores não podem existir sem Deus, e o homem no nível mais baixo em que reside,  não tem Deus.

O ateísmo dispara no pé da ciência e da um tiro depois na própria cabeça! O ateísmo não pode explicar a existência da lógica e tem que negar a existência da verdade (o próprio Darwin duvidava que o cérebro humano, que era o resultado de processos irracionais, poderia ser considerado racional). Sem essas duas, a ciência é impossível!

Em 1881, após refletir sobre o assunto, Darwin escreveu a William Graham:
“Comigo a terrível dúvida sempre surge se as convicções da mente humana, as quais foram desenvolvidas a partir da mente de animais inferiores, são de algum valor ou de todo confiável. Qualquer um confiaria nas convicções da mente de um macaco, se houvesse alguma convicção em tal mente?”

O atéu acredita baseado em FÉ, que algo veio do nada (absolutamente nada?) - por nenhuma razão. Portanto, de acordo com seu sistema de crenças entidades não-materiais como a verdade objetiva são um mito, uma vez que até mesmo os princípios mais básicos da lógica são todos produzidos por um acidente aleatório, como é até o seu cérebro. Isso, por sua vez, significa que cada pensamento é uma occorencia química aleatória, sem sentido. Então, se o seu sistema de crença é verdade, então qualquer  comentário que o ateu faz, não é mais do que o resultado acidental de uma reação química sem sentido, em um pedaço de matéria do cérebro formada aleatoriamente.  Ninguém dá o pingo de valor  sobre quaisquer dado  produzido  por um computador programado aleatoriamente. Tal computador seria intrinsecamente pouco confiável e os dados seriam considerados inseguros, ou até defeituosos. Portanto, quando os ateus dizem que o Universo é um acidente, e nada dentro dele é projetado para um propósito, incluindo seus próprios cérebros, eles cedem qualquer direito de ter seus pensamentos produzidos aleatoriamente poderem ser levados a sério. Assim, quando o ateu chama algo de "supersticioso", seu comentário não é nada mais do que uma piada ruim, ou mais precisamente, um auto engano que ele puxa para si mesmo. Como todos os ateus, ele quer ter o seu bolo e comê-lo também quando  afirma que 1. Deus é uma superstição, e 2. ele faria bem em lembrar constantemente a si mesmo que seus pensamentos, (de acordo com o ateísmo) são totalmente sem sentido, são apenas reações químicas  , resultado de um longo tempo de causas e efeitos de forças físicas mecânicas naturais e sem propósito que atuam em sua química cerebral igualmente aleatória e acidentalmente produzida e, portanto, dentro de um quadro ateísta, seus pensamentos nunca poderiam ser significativos ou dignos de serem compartilhados.

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum